13:15

O homem e o seu desejo de voar

Desde que o homem viu um pássaro voar, ele quis voar. Veja as primeiras tentativas do homem de voar, os primeiros balões, aviões e planadores.

Publicidade


Desde que o homem viu um pássaro voar, ele quis voar. As primeiras tentativas para voar como um pássaro foram anexando penas nos braços, formando uma espécie de asas e depois tentando voar com as mesmas. Essas tentativas foram infrutíferas.

Jacques Alexandre César Charles foi o primeiro a tirar vantagem do hidrogênio como uma alternativa para o ar quente como um gás flutuante, logo após a primeira demonstração pública em 5 de junho de 1783 de um balão de ar quente dos irmãos Mongolfier.


Primeiro balão

“Antes dos irmãos Wright, ninguém na aviação fez nada fundamentalmente certo! Desde os irmãos Wright, ninguém fez nada fundamentalmente diferente!”


Balões de ar quente

O primeiro voo com sucesso feito por humanos foi em um balão de ar quente. Em 1783 alguns homens inventaram a primeira para voar, o balão de ar quente. Um balão de ar quente é um balão cheio de ar aquecido. Como o ar quente é mais leve que o ar frio, o balão subiria para o céu.

O piloto andava em uma cesta ligada ao balão e controlava a altura através da adição ou subtração do ar quente. O problema com balões de ar quente é que você não pode ir para onde quiser. Se o vento estiver soprando para o oeste, isso significa que você também irá para o oeste. Durante a Guerra Civil, balões de ar quente foram usados pelos exércitos para espirar tropas inimigas.

Primeiros aviões

O primeiro avião que voou era um planador. Um planador é uma máquina voadora não motorizada (e muito difícil de controlar). Os primeiros planadores eram lançados de lugares altos como falésias e flutuava no vento até chegar ao chão.

Um homem chamado Sir George Cayley fez o primeiro planador que realmente voou. Seu primeiro planador não tinha passageiros e muito menos um piloto. Era muito pequeno e ninguém poderia se encaixar nele. Esse planador não foi lançado de um precipício.

Durante 1890, enquanto Orville e Wilbur Wright estavam trabalhando em uma loja de bicicletas, eles se interessaram em voar. Eles aprenderam que as bicicletas que estavam mais perto da terra eram mais rápidas. Eles leram todos os livros que puderam encontrar sobre aviões para saber mais. Eis, que então, eles começam a construção de planadores perto de Kitty Hawk, na Carolina do Norte.

Os irmãos Wright melhoraram o planador. Em 1899 eles fizeram um planador grande, com duas asas. Depois de experimentar um pouco sobre planadores não tripulados, eles fizeram um planador onde o piloto iria controlar o avião no ar. Depois de trabalhar em experimentos no planador, eles encontraram uma maneira de dirigir um avião durante o voo, através do desenvolvimento de um leme (a cauda do avião) e aletas nas asas. Com o leme e as aletas, o piloto podia controlar a direção e a altura desejadas.

Em dezembro de 1903, os irmãos Wright foram os primeiros a voar com sucesso em um avião com uma pessoa nele. O avião voou 125 pés, algo em torno de 36 metros por apenas 12 segundos. Eles tiveram três voos bem-sucedidos naquele dia, mas foi Wilbur Wright quem fez o voo mais longo, 892 pés, algo em torno de 271 metros e ficou por cerca de 59 segundos no ar.

Voo 1903 - Irmãos Wright
Em 1903 os irmãos Wright fizeram o seu primeiro avião motorizado, eles o nomearam de “flyer“. Era um biplano (avião com duas asas), que tinha um motor com 12 cavalos de potência, que eles tinham construído para si próprios. As asas tinham 40 metros de largura, eram de madeira, e cobertas com pano de algodão. O piloto estava no “estômago” do avião. Em 1908 os irmãos Wright finalmente fizeram um avião que pudesse voar por mais de uma hora e meia.

Neil Armstrong carregou um pedaço do avião dos Irmãos Wright de 1903 com ele na lua

Neil Armstrong é conhecido como o primeiro homem a pisar na lua. Suas famosas palavras “Este é um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade” são conhecidas universalmente. Sua biografia: “Primeiro Homem: A vida de Neil A. Armstrong”, escrito por James R. Hansen, foi lançada em 2005.

No livro tem muita informação interessante sobre a viagem de Armstrong à lua e também sobre sua volta. Na missão Apolo 11, cada um dos três astronautas tinha uma pequena sacola chamada de “Kit Pessoal Preferencial”, ou KPP.

Era uma sacola de Teflon, que com o conteúdo incluso, não podia pesar mais de 2,5 kg. Seu propósito era que os astronautas pudessem trazer algum item pessoal para a lua. Os astronautas podiam escolher o que quisessem, e enquanto Michael Collins e Buzz Aldrin leiloaram alguns itens que levaram com eles na jornada, pouco é conhecido dos itens de Armstrong.

Armstrong fez um acordo com o Museu Nacional da Aeronáutica Americana para levar um pequeno pedaço de madeira do avião dos Irmãos Wright de 1903, em sua KPP.


URL:


Publicidade


Receba gratuitamente todas as novidades do site por e-mail, assine nosso feed: